Notícias
» MOSQUITO BORRACHUDO E A APLICAÇÃO DO BTI

 

22/11/2018

Os mosquitos borrachudos geram extremo desconforto à população, especialmente nas áreas rurais, interferindo nas atividades e na qualidade de vida dos moradores, além de provocar prejuízos também às criações de animais, gerando perdas na produtividade. O controle do mosquito borrachudo é, portanto, uma questão ambiental e de saúde pública. Em Nova Bassano, atuam em conjunto no controle do mosquito a Secretaria de Saúde, Secretaria de Agricultura e Pecuária, Departamento de Meio Ambiente e EMATER, juntamente com os aplicadores voluntários de cada comunidade.

O controle do inseto tem sido feito através da utilização de produtos larvicidas de origem biológica (BTI), durante todo o ano, de acordo com o monitoramento das larvas do mosquito feito mensalmente. A aplicação do biolarvicida é uma forma emergencial de controle e não impede que ocorram períodos de infestação ao longo do ano, especialmente em épocas muito chuvosas, em que a aplicação do produto é impossibilitada.

Para a aplicação de BTI, é preciso que dois fatores principais sejam atendidos: o nível de vazão (quantidade de água) dos córregos precisa estar relativamente baixo e a água precisa estar límpida. Isso significa que, em períodos chuvosos, não é possível aplicar o produto, pois o nível de água nos córregos fica muito alto e água fica turva, devido à movimentação das partículas de terra. Após a chuva, é preciso esperar que o nível de água no córrego abaixe, o que normalmente demora vários dias. O ano de 2018 vem sendo um ano atípico, com chuvas constantes desde o final do inverno, o que tem impedido a aplicação regular do BTI, pois as condições previamente citadas não tem sido favoráveis.

Importante notar também que a aplicação do BTI segue normas estaduais e está sujeita à fiscalização ambiental. Sempre que o produto é aplicado, é preciso calcular a dose exata para cada córrego, arroio e sanga do Município e respeitar a forma correta de aplicação, utilizando um regador. Por isso, os aplicadores voluntários passam por treinamentos e têm um papel fundamental no controle do mosquito.

O BTI é um produto específico para a larva do mosquito borrachudo, que se desenvolve apenas em água corrente. Ele não mata o mosquito adulto, por isso sua utilização em outros locais que não tenham água corrente não fará diferença nenhuma no combate ao mosquito. O produto também não mata peixes ou outros animais aquáticos ou pragas de lavoura.

Os motivos que levam à infestação do mosquito borrachudo são o desmatamento das matas ao longo dos córregos, a deposição inadequada de resíduos sólidos nos córregos, a utilização de agrotóxicos e a contaminação dos recursos hídricos por estercos animais. Essas situações contribuem para a proliferação de larvas de borrachudo, pois diminuem os predadores naturais do inseto e aumentam o material orgânico disponível para a alimentação das larvas. Assim, medidas de proteção ambiental e de reconstituição das matas ciliares são as mais importantes para prevenir o problema, uma vez que o BTI é apenas uma solução paliativa e emergencial para os períodos de crise.

Os motivos que levam à infestação do mosquito borrachudo são o desmatamento das matas ao longo dos córregos, a deposição inadequada de resíduos sólidos nos córregos, a utilização de agrotóxicos, a contaminação dos recursos hídricos por estercos animais e, ainda, a pesca predatória.